"O jeito de ver pela fé é fechar os olhos da razão."

Mudando o Curso dos Eventos Mundiais

Uma entrevista com David Icke
por Joseph W.Duggan

(traduzido do site: http://www.davidicke.com/icke/articles/turntide.html)


Artigo retirado da edição 16 de Enigma

David Icke foi um jogador profissional de futebol pela Cidade de Coventry e depois pela Hereford antes que a artrite reumática o forçasse a abandonar a carreira, entre muita publicidade, com 21 anos. Ele então seguiu para o jornalismo e depois para a televisão, tornando-se um âncora e repórter de notícias e jogos esportivos nacionais. Ele também se tornou o porta-voz nacional para o Partido Verde da Inglaterra e se envolveu profundamente em assuntos ambientais.

Uma Vida Transformada Pra Sempre!

Uma visita à uma médium e curandeira britânica em 1990 o colocou na jornada da descoberta que mudou dramaticamente a sua vida e o levou a escrever uma série de livros controversos inclusive Vibrações de Verdade, Não Tem que Ser Assim, Cure O Mundo e A Rebelião dos Robôs. O seu livro mais recente é E a Verdade o Libertará, e tem sido descrito como o livro mais explosivo do século XX. Ele revela o pano de fundo esotérico de uma conspiração mundial para centralizar o poder nas mãos de uma elite global. ele também oferece uma solução espiritual inspiradora na qual cada homem, mulher e criança podem se libertar da programação robótica e recuperar o seu poder de decidir o próprio destino.

Viajando o Mundo Expondo os Fatos

Icke está viajando ao redor do mundo explicando o perigo para o futuro de nosso planeta posto pelo presente sistema econômico mundial dominado e controlado por uma elite global e secreta. A linha de fundo desse "sistema" é o "crescimento econômico", que os economistas dizem que conduz a mais empregos, mais riqueza (para a elite), mais "sucesso" econômico, etc. Isto não poderia ser mais simples, mas na verdade é um sistema de tirar, fazer e jogar fora que aumenta a taxa e quantidade de recursos insubstituíveis que nós tiramos do planeta todos os anos. Esse sistema aumenta a velocidade com que esses produtos, os quais na maioria das vezes nós não precisamos, se tornam obsoletos ou tão fora de uso que as pessoas são forçadas a comprar os mesmos produtos de novo e de novo para sempre gerar maiores aumentos na produção. Isso, em troca, conduz ao aumento da quantidade de recursos naturais, agora chamados de lixo, que nós jogamos fora todos os anos.

Assassinos ambientais

Deve ter sido necessário um gênio para propor isso porque, como diz Icke, "esse sistema é o assassino ambiental e humano perfeito e, contudo, é o sistema que controla o mundo e as mentes das pessoas. Em resumo, para esse atual sistema sobreviver e aumentar a produção todos os anos, é indispensável que nós violentemos o planeta para conseguir mais e mais recursos e o envenenemos com cada vez mais poluição. Esse é o sistema apoiado por todos os principais movimentos políticos do mundo, com exceção dos Verdes. Essa é a "sabedoria" convencional que está destruindo a terra."

Entregando a Individualidade

"Também, em nosso atual sistema global, países individuais entregam o controle do seu próprio destino, a medida que outros países produzem produtos mais baratos utilizando trabalhadores com baixos-salários, e freqüentemente com novas, mas ambientalmente e socialmente destrutivas, tecnologias. O desemprego cresce nesses países que não podem competir, mas e para aqueles que têm empregos? Eles gastam a maior parte do seu tempo de trabalho em fábricas e escritórios produzindo quinquilharias para comprar mais quinquilharias que outras pessoas também estão desperdiçando a vida para fazer em outras fábricas e em outros escritórios."

O Rebanho Humano

"O que aconteceu às nossas vidas? A vasta maioria das pessoas, ricas e pobres, neste planeta estão escravizadas. Escravizadas pela programação robótica do sistema, sua prisão econômica, e pela sua própria recusa em pensar, questionar e achar a libertação que vem para aqueles com uma mente aberta. Nós não vivemos em uma sociedade livre, nós vivemos como robôs em uma sociedade na qual você é livre para fazer o que a sociedade quer que você faça - produzir e consumir - essa é a realidade."

Poucos Controlando a Massa

Icke tem sido capaz de levar a cabo uma análise detalhada que reune eventos mundiais passados e presentes que parecem acontecer independentemente uns dos outros, mas que na verdade têm as mesmas pessoas segurando as rédeas em todos eles. Está se tornando cada vez mais óbvio que pouquíssimas pessoas controlam o mundo persuadindo e pressionando a população através do medo para que ela pense e aja do modo que eles desejam, ou preferivelmente, não agir ou pensar independentemente. Atualmente, quatro corporações multinacionais controlam 90% da mídia global.

A Zona livre de desconforto

Ele explica: "O que acontece na prática é que se você olhar para todos os dogmas em todas as culturas, todas as sociedades têm o que eu chamo de "zona livre de desconforto". É aquela área dentro de qualquer cultura, dentro de cada dogma (religioso, econômico, político etc) em que se você se conforma a ela, você está na zona de conforto. Ninguém vai rir de você, o condenar por ser diferente, ou por expressar sua singularidade, porque você está fechado na mentalidade de rebanho, e você está se conformando ao que os outros dizem que você deveria ser e fazer. Quando você sai desse zona e expressa seu aspecto único em toda a existência e se recusa a ser amedrontado, ou controlado, você imediatamente é exposto ao ridículo ou à condenação como tem acontecido comigo na Inglaterra."

Entregando nossas Mentes

Nas suas conversas, Icke une idéias de conspiração com o espiritual. Ele explica primeiro como nós estamos entregando nossas mentes e os meios pelos quais nós somos condicionados para fazer isso. Ele revela um vasto número de nomes e organizações que são muito famosos, e das pessoas que estão na hierarquia controladora, inclusive o Presidente dos EUA. Ele diz, "eu não faço isso com condenação porque as pessoas envolvidas estão expressando o seu próprio estado de ser na ocasião, eles também estão refletindo de volta para nós a própria mente coletiva humana e os resultados de nossa própria falta de responsabilidade e integridade pessoal. Eu acho que é importante fazer isso primeiro."

"Oppo-Sames" (oppo = opostos, same = iguais)

"Eu também mostro como as mesmas pessoas em lados aparentemente opostos da política estão na verdade conectadas às mesmas organizações de elite. Estas organizações têm a mesma comprovada agenda de um governo mundial, um banco central mundial, um exército mundial, uma moeda mundial, e, dizem alguns, uma população micro-controlada. Esses aparentes opostos na política estão lá para nos fazer acreditar de que nós não estamos vivendo em uma prisão, que nós temos uma escolha. Contudo, estas pessoas não são opostas, mas sim parte de um Estado de um único partido. Os dois últimos Presidentes dos EUA estavam aparentemente em lados diferentes - Bill Clinton e George Bush - contudo ambos estavam fortemente envolvidos dentro das mesmas organizações de elite."

Mitos e Mídia

"A mídia e os políticos têm um confortável acordo não escrito que projeta um mito nas pessoas de que são os primeiro-ministros, presidentes, e políticos de alto-escalão que estão no topo da pirâmide de poder global. Eles caminham então ao redor do cenário mundial e agem como se eles fossem os árbitros finais do poder. A mídia vai junto com eles, o que significa que os escalões acima dos Clintons (que na verdade sustentam as rédeas do poder), nunca são investigados porque eles são invisíveis ao público. Esses são os indivíduos que decidem quem se torna o presidente porque eles possuem o dinheiro e a mídia. O Presidente é só o homem de frente mais famoso do mundo."

Introduza Amor e Compaixão

"É por isso também que movimentos por mudanças sociais, econômicas, e ambientais são ineficazes. Eles são incapazes de mudar o sistema porque eles são, na verdade, forçados a ser parte do sistema para sobreviver. Todos os seus recursos são gastados nos homens de frente enquanto o real poder age subversivamente atrás da cena para fazer o sistema como ele é agora. Também, por fundações não-lucrativas operadas pela elite, muitos movimentos são infiltrados por agentes que os transformam em veículos para promover o sistema. A maioria dos ativistas ataca os elementos do sistema que eles podem perceber com raiva, culpa, e freqüentemente violência. De uma perspectiva espiritual, só é possível transformar a consciência negativa do sistema com amor e compaixão. É por isso que é tão necessário neste momento mudar para um estado mais alto de consciência para resolvermos nossos problemas mundiais."

Controle Mental em massa

Uma técnica de controle mental em massa que é usado por essas organizações de elite todo o tempo é o "problema-reação-solução". Um problema é secretamente criado (pela CIA, KGB, etc) e alguém é culpado pelo problema. O culpado pode ser uma guerra, uma desvalorização da moeda, dívida interna, ou um colapso governamental. Pode ser qualquer coisa. A mídia é usada para estimular tanto a opinião pública em relação ao fabricado problema que o público grita, "Algo precisa ser feito!" Nesse ponto, aqueles que criaram o problema, oferecem abertamente a solução como um meio de conseguir o que eles queriam desde o princípio.

Bósnia e Ruanda

"Um exemplo disto", Icke explica, "é o cenário do exército mundial. A última coisa que o "problema-reação-solução" precisava na Bósnia era uma operação de pacificação da ONU eficaz. Se ela fosse eficaz, teria sido assim em Ruanda e na Somália, mas então não haveria nenhum problema para resolver. Assim, como resultado do fracasso da operação de pacificação da ONU, o problema continuou. Ela foi projetada para não funcionar e foi auxiliada pelos principais negociadores da paz na Bósnia que, casualmente, são todos membros das mesmas organizações de elite que têm como agenda a criação de um exército mundial."

Algo Precisa Ser feito!

"Quanto mais horrorosos ficavam os quadros que vinham da Bósnia, mais alto ficava o clamor público, "Algo precisa ser feito!" Isso era compreensível do ponto de vista do público, mas a solução passada pra frente foi a formação do que é efetivamente um exército mundial, uma força de 60,000 homens... a maior força multinacional desde a Segunda Guerra Mundial e exatamente o que os conspiradores queriam."

Espiritualidade versus conspiração

Icke opera em dois níveis diferentes, o aqui-e-agora, o nível de pesquisa conspiracional para avaliar o que de fato está acontecendo, e o espiritual, que demonstra que se você jogar sua mente fora, haverá conseqüências físicas. Ele diz, "Se nós recuperarmos nosso poder pessoal e espiritual, deixarmos de ser um rebanho de ovelhas e expressarmos nossa individualidade divina, então a habilidade de alguns para controlar nosso mundo desaparece. Uma vez que as pessoas perceberem que elas podem controlar as suas próprias vidas, que o seu próprio poder existe dentro delas mesmas e não fora... o jogo terminou para a elite global. Você não precisa de uma arma. Você não precisa de outro partido político. Você não precisa de outro quarto cheio de fumaça, grupo de protesto, ou reunião. Tudo que você precisa é celebrar sua singularidade, desligar-se da robótica mentalidade de rebanho, e respeitar o direito dos outros de fazer o mesmo. De repente nós removemos o veículo (energia) pelo qual uma conspiração global pode operar nossa mentalidade de rebanho."

Energias da Terra

Icke também tem trabalhado extensivamente com o que ele chama de "energias da terra", e tem viajado para o Peru, Canadá, África, e muito para a Europa, especialmente a Inglaterra, fazendo um trabalho curativo planetário. Ele explica, "Nós somos os guardas da Mãe Terra e temos acesso à consciência mais elevada. Nós podemos agir como facilitadores para curar e equilibrar muitas das perturbações na terra através de um sistema de cruzamentos conhecido como "ley lines" e lugares de poder. Esses lugares de poder agem como pontos de acupuntura na superfície da terra e as ley lines como meridianos, e são rompidos facilmente por atos de violência (guerra), poluição tóxica, construção, etc. Nós temos a habilidade para trabalhar com uma consciência mais elevada para curar e equilibrar a terra."

Quando perguntado onde ele conseguiu todas as suas informações, Icke explicou, "Muitas pessoas dentro do governo e de agências de inteligência como também dentro do exército descobriram há muito tempo o que está acontecendo, mas não sabiam o que fazer com a informação. Eles estão escolhendo me dar essas informações porque eles sabem que eu as espalharei pelo mundo. Eu continuo dizendo às pessoas que a pior coisa que pode me acontecer é que minha consciência se mova para outra realidade de tempo/espaço, e essa é absolutamente a pior coisa que poderia acontecer! Este medo da morte é provavelmente o meio mais eficaz de controle que os conspiradores têm. A verdade é; não há nenhuma morte - só o movimento de consciências entre infinitas realidades de tempo/espaço. Nós somos na realidade unidades imortais e individualizadas de consciência."

A Verdade o Libertará

A sua conferência, "A Verdade o Libertará", expõe os grupos de controladores ativos no mundo e o que as pessoas podem fazer para mudar o curso dos eventos mundiais. No seu seminário ele explica os métodos usados pelas forças controladoras para impedir o conhecimento de nossa verdadeira natureza espiritual e o poder fenomenal que nós temos para criar nossa própria realidade. É a supressão deste conhecimento que tem permitido o controle de muitos por poucos. Ele ensina técnicas de libertação da programação robótica e métodos de alcançar nosso verdadeiro potencial espiritual. Técnicas de cura da Terra usando meditação e rituais também serão apresentadas. Os participantes serão encorajados a se tornarem parte de um grupo mundial de indivíduos dedicados a curarem a si mesmos e a Mãe Terra.


Menu de artigos da seção David Icke

UMA PROVA DE QUE O GOVERNO AMERICANO SABIA DOS ATENTADOS AO WTC

OS MICRO, MICRO, MICRO-CHIPS - O QUÃO PEQUENOS ELES REALMENTE SÃO

Uma curta autobiografia por David Icke

Página Principal