REDIMINDO MARTE!

 


O texto abaixo é uma canalização! Para quem não sabe do que se trata, eu digo que é a recepção de mensagens espirituais! São mensagens que estão aqui disponíveis apenas para você ler, ou para pensar, ou para não gostar, ou simplesmente para distribuir por aí! - Marco Antonio


E assim terminou o difícil ano de 2001. Não foi um ano muito fácil, regido por Marte, que esteve muito próximo da Terra, com eclipses gloriosos e outros eventos celestes não menos ricos.

Marte fez seu papel, encheu seus corações de coragem e criou uma série de novas provações. Um coração indômito e pleno de compaixão deveria surgir destas provações. Do interior de seu elmo de guerreiro Marte jogou a esmo seus terríveis ataques e ficou olhando para o coração de cada ser humano para ver como reagia e como se sentia diante das novas possibilidades.

As tragédias se sucederam, mas, sem dúvida nenhuma, a mais nefasta foi aquela presenciada ao vivo por milhões de seres humanos na manhã de 11 de setembro de 2001. A dor causada por tal acontecimento atingiu em cheio seus egos e deformou com muita força tudo aquilo que achavam como sendo a coisa mais importante de suas vidas. Foi um choque fortíssimo!

Os seres humanos mantiveram grudadas em suas retinas as imagens terríveis de todo um sonho ser destruído em questão de segundos. A vida parecia não ter mais sentido. As bolsas foram abaladas, as empresas foram fortemente atingidas, os países se sentiram frágeis, suas populações se sentiram vulneráveis. O sentido da vida mudara drasticamente.

Só o tempo poderá, agora, trazer à tona o que seus espíritos estão digerindo nestes momentos. Observem como as pessoas não só compraram menos presentes neste Natal, como se sentiam também sem vontade de comprá-los, de presentear alguém. O dinheiro não sobra mais como antes. As pessoas tornaram-se mais inquietas e um tanto ríspidas. Parece que se culpam ou culpam os outros por se verem obrigadas a detonar dentro de si seus valores.
E Marte não deu trégua!

Criou guerras (sua especialidade, diga-se de passagem!), catástrofes naturais e nada naturais, criou escândalos, mostrou os bastidores do poder como ele nunca havia sido visto. Jogou mais irmãos contra irmãos, jogou intrigas em cima das mesas das famílias, besuntou suas palavras com veneno. Na verdade, Marte nada mais fez do que realçar o que já existia. E o fez bem! Nada ficou subentendido, muito pelo contrário, tudo ficou escancarado, aberto.

Sim, foi cruel a missão do planeta vermelho. Mais cruel ainda foi ver como vocês se sentiram neste ano. Como vocês chegaram ao final do ano com os ombros inchados, estourados, pesados pelos muitos fardos que carregaram. Alguns se arrastavam, outros mancavam e outros, mais heróicos, ainda carregavam nos ombros o amigo que já não tinha forças nem mesmo para se arrastar. Tal e qual naquelas cenas de filmes de guerra. Alguns conseguiram escapar ilesos, foram os sortudos! Mas foram poucos!

Entenderam agora o que foi que destruiu Marte?

Entenderam agora como se transforma um planeta fértil em um deserto?

Entenderam como é que o poder usurpador pode criar ilusões?

Sintam de novo o ano de 2001 e agradeçam mais uma vez por tudo o que nele ocorreu e peçam com toda vontade do coração um perdão por todos aqueles que foram um dia usurpados pelo poder febril! Perdoem todos os que fazem ou fizeram mal uso do poder! Soltem seus corações! Liberem toda raiva, todo o ressentimento, toda a mágoa, todo o medo! Não tenham mais medo! Tenham agora a certeza que daqui para frente a coragem estará dentro de vocês guiando cada um de vocês rumo a um mundo melhor, sem usurpações. Agradeçam ao Criador pela dádiva de viver este momento único no Universo onde podem redimir tudo o que ocorreu no planeta Marte e tudo o que ocorreu aqui na Terra.

Sejam realmente agradecidos por isto! Sejam bem-vindos a um mundo onde realmente o que vale é o Coração! E do Coração, meus amigos, só pode emanar Amor!

O Amor emana de todo o Universo!


Data da canalização: 01 de Janeiro de 2002


NOTA: os seres envolvidos neste projeto desejam apenas que este trabalho seja feito exclusivamente em língua portuguesa! Por qual motivo? Nem eu sei!

Você é livre para copiar quaisquer dos textos apresentados, mas não deve traduzir para outra língua e nem assinar seu nome como sendo autor do texto! Eu sou apenas aquele que serviu de veículo para que estes textos se materializassem. Eu não assino estes textos como autor... No máximo como... Colaborador.


Divulgue a vontade!

Marco Antonio

Se quiser me conhecer mais:
www.sagradacura.hpg.com.br
http://br.geocities.com/buluccib

http://dobra9.blogspot.com/

Meu e-mail:
inlakechbr@yahoo.com.br


 

Menu de Artigos da Seção Pensamentos

Página Principal