"Uma democracia não pode ser ao mesmo tempo ignorante e livre."

 

 

OS OVNIS E O CONTROLE MENTAL DE HUMANOS

Parte I

Investigação de José Garrido jgarrido@esoterica.pt

 

 

Einstein afirmou uma vez que "resolver os problemas pela violência, é sinal de fraqueza".

 

Dos tempos imemoriais, passando pelo império de Alexandre, ao Egito; do império romano aos nossos dias, os que quiseram ou querem impor-se pela força, procuraram e procuram sempre uma maneira astuciosa de colher informações ou eliminar "opositores". Tais práticas são conhecidas por "espionagem" e "eliminação seletiva". Pode afirmar-se, com alguma certeza, que as "raízes" da espionagem moderna a Ocidente, estão nos reinos de Portugal e de Castela, na Península Ibérica (nos primórdios da fundação das nacionalidades), cujos métodos foram aperfeiçoados , séculos mais tarde, pela Inquisição) e, a Oriente, na região da China e da Manchúria. É com o desenrolar dos acontecimentos históricos na Europa no Século XX, aliados ao desenvolvimento tecnológico, que os "métodos" utilizados na espionagem e contra-espionagem, deram um salto de gigante. E o fenômeno OVNI parece não estar alheio a esta questão. Senão, vejamos:

 

TRIÂNGULO DAS BERMUDAS

 

É na seqüência do desaparecimento misterioso em 5 de Dezembro de 1945, da esquadrilha 19 constituída por 5 aviões Avengers, ao largo da Flórida, ( na região conhecida por "Triângulo das Bermudas"), que um grupo de oficiais da contra-espionagem da marinha do Estados Unidos recebeu ordens do presidente Truman para constituírem um corpo especial de investigação denominado CIG - Central Intelligence Group predecessor da CIA
 

 


5 aviões Avengers desapareceram no triângulo de Bermudas em 5-Dezembro-1945

   

CIG - Central Intelligence Group

 

Um dos primeiros casos que a CIG investigou, para além do desaparecimento da Esquadrilha 19, foi o dos designados GHOST ROCKETS (observações massivas de OVNIS na Suécia, em 1946). Meses mais tarde a CIG alterou a designação para CIA e em Setembro de 1947 (o incidente de Roswell ocorreu em Julho de 1947), esta criou dois grupos especiais de investigação: em 1948 o OSI - Office Scientific Intelligence destinado à Análise Científica de Tecnologia Alien ; e em 15 de Janeiro de 1951 o OCI - Office Current Intelligence com o objectivo de investigar o fenômeno OVNI mantendo ao corrente o resultado das investigações, o presidente dos Estados Unidos e o NSC-National Security Counsil (Conselho Nacional de Segurança).

 

CIG - Central Intelligence Group                      

CIA - Central Intelligence Agency

 

OSI - Office Scientific Intelligence

OCI - Office Current Intelligence

 

 

Assim temos que, como os serviços de "inteligência" a par de investigação OVNI, envolviam custos elevados, eles passaram a ser total ou parcialmente financiados por orçamentos da defesa.

 

ROSWELL

 

Como se sabe, uma das funções dos serviços de inteligência, é a de preparar homens especialmente treinados para operações especiais, que, depois de serem cumpridas, partem do objetivo sem deixar rastro. Uma dessas operações teve lugar próximo de Roswell, onde, em Julho de 1947, presumivelmente terá-se-á despenhado um OVNI. Com efeito, cerca de 700 homens da Força Aérea dos Estados Unidos foram enviados para a região no intuito de, rastejando durante dias numa área de vários quilômetros quadrados, "palmilhando" centímetro a centímetro todo o terreno, recolher qualquer vestígio, ainda que milimétrico, resultante do acidente! Conclusão? Não havendo provas materiais, o OVNI nunca existiria!

 

Outra das funções dos serviços de "inteligência" é, como sucedeu no caso Roswell, o de silenciar as testemunhas oculares ou outras pessoas com conhecimentos específicos com eles relacionados: seja pelas ameaças veladas à sua integridade, ou aos seus familiares e amigos.

 

O SILENCIAR DOS INOCENTES EM ROSWELL...
 

 

Frank Joyce, locutor da estação de rádio de Roswell, KGFL que deu em primeira mão a notícia da queda do OVNI.

 

Ameaça recebida dos serviços secretos: "Se vocês derem mais alguma notícia sobre a queda do OVNI em Roswell, fechamos a estação de rádio e nunca mais poderão trabalhar..."


 

 

 

FrankieRowe, filha do comandante de bombeiros de Roswell que transportaram pretensos corpos de humanóides para o Hangar 84.

 

Ameaça recebida dos serviços secretos: "Ouviram bem ? Vocês não sabem de nada. Se disserem alguma coisa, levamo-los para o deserto e nunca mais encontrarão os vossos corpos"  


 

 

William Wood, testemunha ocular que naquela altura, tinha 13 anos.

 

Ameaça recebida dos serviços secretos: "Se disseres que viste algum OVNI em Roswell nunca mais verás a tua família !"

 

Mas sabendo quanto imprevisível é o comportamento humano, pensaram que o mais fácil seria, se houvesse uma outra forma ( mais subtil) de controlo. Se se pudesse fazer o controlo mental dos humanos ...

 

JACQUES D' ARSONVAL

 

Foi nesse momento que alguns serviços de inteligência do E.U.A. lembraram-se que, em 1893, nos finais do Século XIX, o investigador Jacques d' Arsonval efetuou experiências com animais mamíferos, submetendo-os a emissões radiofreqüência. Arsonval constatou que os animais submetidos às radiofreqüências, hoje conhecidas por micro-ondas, alteravam o seu comportamento e a sua diatermia, aumentando a temperatura no corpo.

 

 

PROJETO MOONSTRUK

 

Com base nos estudos rudimentares de Jacques d' Arsonval , a CIA decidiu criar o Projeto Moonstruk. O objetivo era o de tentar desenvolver emissores-receptores de pequenas dimensões que seriam implantados no cérebro e nos dentes dos "incautos"; estes implantes seriam ali colocados sem conhecimento das vítimas, durante intervenções cirúrgicas ou raptos. Estes implantes seriam produzidos pela empresa AT&T que já tinha colaborado durante a II Guerra Mundial com o OSS - Office of Strategic Services no Projeto MANHATTAN (construção da primeira bomba atômica).

 

    

 

Na imagem acima à esquerda vemos uma radiografia do crânio com implantes, antes de serem retirados pela narina direita a Robert Naesland (imagem à direita). Robert Naesland afirma que aqueles objetos foram implantados pela SAPO o equivalente Sueco do MK Ultra.

 

Inicialmente, os testes foram feitos em mendigos, em prostitutas e nos sem abrigo. O objetivo essencial consistia em tentar alterar o comportamento dos seres humanos sem o conhecimento destes, através da excitação eletrônica do cérebro - E.S.B. . Estes implantes trabalhavam na base de altas freqüências HF - ELF .

 

PROJETO BLUEBIRD - PROJETO ARTICHOKE

 

Facilmente se constatou que nos anos 50 a tecnologia, ao nível da eletrônica, não se encontrava minimamente desenvolvida, pelo que tornava-se difícil efetuar "apenas" eletronicamente um controlo mental por emissões de "radiofreqüências". Foi então testado um novo método: associado aos implantes, era ministrado LSD e aplicados choques elétricos. Assim surge em 20 de Abril de 1950 o Projeto Bluebird que em Agosto de 1951 passa a designar-se Projeto Artichoke . O objetivo era o de "apagar" memórias vividas e implantar falsas memórias. Esse trabalho foi desenvolvido com base nas experiências feitas pelos chineses conforme descreveu no seu livro publicado em 1951 por Edward Hunter ex-oficial da CIA intitulado "BRAIN-WASHING IN RED CHINA. THE CALCULATED DESTRUTION OF MEN'S MIND"

 

PROJETO MK-ULTRA - PROJETO MK-SEARCH

 

Em 3 de Abril de 1953, foi criado pela CIA o Projeto MK-ULTRA - Candidatos Manchus , ,dividido em 149 subprojetos . O objetivo principal era o de, eletronicamente, "apagar" a memória das "vítimas" - E.D.O.M. utilizando remotamente radiofreqüências de VHF, UHF e HF, e "implantar" falsas memórias e criar humanos com personalidades múltiplas, inclusive como "serial killers", altamente especializados e treinados em diversos tipos de armas.

 

Segundo o investigador Colin A.Ross Doutorado pela Universidade de Alberta e especializado em Psiquiatria pela Universidade de Manitoba, E.U.A, e presidente do International Society for the Study of Dissociation, as Universidades de Harvard, Yale e John Hopkins eram instituições pertencentes ao MK-ULTRA onde eram feitas experiências com estudantes involuntários. Em 7 de Junho de 1964 é criado o Projeto MK-SEARCH de idêntica natureza, subdividido em 7 subprojetos.

 

Uma pequena chamada de atenção: o termo "Candidato Manchu" mais conhecido por "Manchurian Candidate", foi dado a conhecer em 1959, por Richard Condon quando, após ter colaborado com a CIA, publicou um livro sobre este tema naquele ano , tendo este sido um "best seller". O curioso nesta questão é que a pessoa anteriormente referida, era irmão do Dr. Edward Condon, Físico e Prof. da Universidade de Colorado, Chefe do Programa de Investigação sobre os OVNI's da Universidade de Colorado, àrea civil, no Projecto Blue Book, e que apresentou em 12 e 13 de Junho de 1967, através do capitão da Força Aérea dos Estados Unidos, Van Diver, o célebre relatório de 937 páginas sobre sobre o fenômeno OVNI designado por Relatório da Comissão Condon para os OVNI's.

 

Voltando ao tema, as experiências destes dois projetos o MK-ULTRA e o MK-SEARCH resultavam do seguinte: antes das memórias "vividas" serem apagadas, transformavam as vítimas em "vegetais"; para isso, era administrado aos "pacientes" um "cocktail diário para dormir", (por um período de 15 a 30 dias a que designavam por "terapia do sono") composto por 100 mg de nembutal, 100 mg de torazina, 100 mg de seconal, 150 mg de veronal e 10 mg de fenergan e, de 2 a 3 vezes por dia, eletrochoques de 110 volts. Esta "terapia" foi inicialmente testada num hospital de Montereal (Canadá), sob a supervisão do psiquiatra Dr. Ewen Cameron, diretor do Allen Memorial Institute e que foi eleito, em 1953, presidente da American Psychiatric Association (Associação Psiquiátrica Americana) e, mais tarde, presidente da World Psychiatric Association (Associação Psiquiátrica Mundial).

 

Paralelamente, no National Institute of Health (Instituto Nacional de Saúde , EUA), em Washington, o Dr. John Lilly efetuava testes em cérebros de macacos, cujas conclusões seriam posteriormente aplicadas em humanos, descobrindo 600 pontos no córtex cerebral, onde, à distância, e por meios radioelétricos, podiam ser "transmitidas ordens subliminares"

 

SEROTONINA

 

Depressa se constatou quais eram os resultados: quanto mais elevadas as radiofreqüências enviadas ao receptor,

- maior é a sua percepção;

- aumentam os casos de amnésia;

- numa conversação longa, começam a produzir-se raciocínios ilógicos, causando confusão mental;

- os períodos de depressão aumentam, bem como a ansiedade, a irritabilidade e a insônia;

- crescem os sintomas de cansaço;

- aumentam a distorção na visão, na audição e a anemia e os sintomas associados à esquizofrenia.

 

Sabe-se hoje, que alguns dos sintomas associados à esquizofrenia resultam de um elevado nível de Serotonina 5HT ou baixo nível do metabolismo da Serotonina 5HIAA

 


 

A serotonina é um dos mais de 100 tipos de neurotransmissores conhecidos que existem no nosso cérebro, e que quando o seu nível é elevado, são responsáveis por esquizofrenias, psicoses e algumas doenças tais como a de Alzheimer, e Anorexia entre outras; ou, quando o seu metabolismo é baixo , induzem as pessoas a praticarem crimes violentos, o suicídio, a terem insônias, depressões, bulimia, a praticarem exibicionismo, etc.

 

Em resumo:  quanto mais radiofreqüência for absorvida pelo cérebro dos seres humanos, mais violentamente eles se comportam.

 

Final da Parte I

 

Divulga – Esdras Martins – esdr@dglnet.com.br

INFINITE TV – Canal UFO  - http://www.infinitetv.com.br

 

 

PARTE 1 - PARTE 2 - PARTE 3

 

 

 


Menu de Artigos da Seção Ufologia

A Base Dulce

O QUE É "ELETROMAGNETISMO ESCALAR"?

Tempo Para Estudar os Fatos

MECANISMO ANTIGRAVIDADE VAI REVOLUCIONAR A NOSSA VIDA

Página Principal